terça-feira, 25 de julho de 2017

O Tempo

Olá Pessoas, boa noite! Tantas foram as vezes que escrevi sobre o tempo que até perdi a conta. A verdade é que, quando atingimos uma determinada idade ( não que eu seja assim "tão" velha hahahaha ), começamos e pensar mais sobre o tempo.
Seria perfeito se soubéssemos a importância que o tempo tem desde o nosso nascimento; talvez tivéssemos seres humanos melhores.
Não o desperdiçaríamos  alimentando sentimentos ruins, ao invés disso, exercitaríamos  o perdão - principalmente a nós mesmos, cultivaríamos o amor, a amizade. Investiríamos naquilo que nos desse retorno e não perderíamos nosso tempo priorizando quem nos trata como opção. 
Não desperdice seu tempo investindo naquilo que não vai te levar a lugar algum. Muitos de nós, desperdiçamos anos, às vezes décadas ou até mesmo uma vida inteira, em relações que sabemos que não valem a pena. E, muitas vezes o fazemos por medo da solidão. Precisamos nos libertar daquilo que nos faz mal para dar lugar a algo melhor, seja um trabalho, seja uma relação, seja lá o que for... precisamos quebrar as amarras que nos prendem àquilo que nos escraviza a alma. Precisamos urgentemente entender a importância do tempo, porque ele não para e a vida não espera. 
Conheço muitas pessoas que vivem como se estivessem esperando a estreia e esquecem que o espetáculo já está na metade. 
Conheço outras tantas que vivem uma farsa, suportando um matrimônio infeliz, só para manter a aparência ou fazendo um trabalho do qual não gostam, ou vivendo em função do que os outros esperam delas e tantos são os exemplos...
Pessoas lindas o tempo não para e não volta atrás, mas como costumo dizer sempre: " sempre podemos dar uma chance a nós mesmos e, tentar fazer diferente o que já fizemos muito errado". 
De vez em quando precisamos fazer uma pausa para refletir o rumo que estamos dando às nossas vidas, às nossas relações e, principalmente, se estamos felizes naquilo que estamos vivendo. 
Eu mesma preciso urgentemente desta auto análise. 
Quem me acompanha?!

segunda-feira, 1 de maio de 2017

13 Reasons Why e A Baleia Azul

Boa noite pessoas lindas! Estou assistindo àquela série que conta os motivos que levaram uma adolescente a tirar a própria vida e me pego pensando na loucura que o mundo se transformou em coisa de duas ou três décadas. Como o ser humano involuiu no que diz respeito às relações humanas.
Na minha época já existia o que hoje chamamos de "bullyng". Quem nunca foi chamado de pata choca, quatro olhos ou baleia fora d'água? Quem nunca sofreu um comentário maldoso ou foi vítima de algum tipo de brincadeira sem graça? E houve até quem apanhou do valentão da escola ou teve que dar sua merenda para um outro aluno maior ( meu irmão João que o diga ). Só que ninguém nunca cortou os pulsos com Gillette (literalmente) por causa disso, muito menos perdeu tempo procurando nomear o que , talvez, não déssemos tanta importância. E sabem por que? Porque naquela época tínhamos amigos de verdade e fazíamos parte de uma família. Não costumávamos ligar, nem passar mensagens ou curtir fotos das pessoas que gostávamos; íamos até elas, batíamos na sua porta e  conversávamos, falávamos sobre nossos problemas, sobre o que sentíamos e, como se sabe, falar cura dores espirituais mais do que qualquer sessão de análise.
Hoje estamos cada vez mais isolados. A família já não faz mais as refeições reunida à mesa e, quando o faz, já não há conversa, pois estão cada um com o olho grudado na tela do maldito smartphone. Canso de ver esta cena se tornar  cada dia mais comum, infelizmente. Somos seres com milhares de amigos nas redes sociais e nenhum confidente no mundo real. Não é a toa que a depressão é o mal do século. Muitos são os que morrem por causa desta doença da alma.
Os jogos são virtuais, as amizades são virtuais  e até o sexo é virtual ( e há quem diga que o virtual é melhor que nenhum ). O que é real é a solidão, e não fomos feitos para viver isolados - nossa espécie, assim como muitas outras, foi feita para viver em grupos, desde o início sempre foi assim. Necessitamos do outro, de um outro para ser feliz. O ser humano não consegue ser feliz sozinho, principalmente na adolescência, fase em que costumamos superdimensionar a existência e precisamos nos sentir aceitos por um grupo, temos o desejo ( mais do que nunca ) de interagir, de ter contato com gente. É na adolescência onde temos mais necessidade de nos abrir com alguém, afinal estamos vivenciando muitas dúvidas inerentes a esta fase tão incerta - já não somos crianças, tampouco somos adultos. Eita crise existencial!! E a maldade, a involução humana chegou a tal ponto que chegou até nós este jogo bárbaro que faz garotos(as) tirarem a própria vida.
Sinto lhe dizer, mas o problema não está na baleia, seja ela de que cor seja; o problema está em nós, no que priorizamos. Priorize ser pai, ser mãe e, sobretudo, ser amigo do seu filho. Sente, converse, procure conhecer a pessoa que Deus colocou sob os seus cuidados. Busque saber quais são seus anseios, seus sonhos e seus medos - estes são dinâmicos e estão sempre mudando, mudando, mudando... evoluindo! Não tenha vergonha de mostrar que também tem seus medos, mostre suas fraquezas, deixe que seu filho perceba que você é humano, é gente e já passou por tudo o que ele está passando, porque já foi adolescente também.  E, o mais importante: jamais, mas jamais deixe que se passe um dia sem que ele saiba o quanto o ama,  o quanto é importante para você. Diga isso todos os dias e, embora ele vá dizer que você é chato, piegas e bobo, ele se sentirá capaz, porque uma pessoa amada se torna forte, porque nada é maior que o amor. E o amor é a única força capaz de mudar o mundo. Acredite!










quinta-feira, 9 de fevereiro de 2017

APRENDA A AGRADECER

Bom dia Pessoas!!! Tenho tido muitas inspirações para posts, mas infelizmente, se não tenho uma caneta ou um teclado por perto quando elas chegam, não passam de ideias soltas que se perdem, como muitas crônicas e poemas que não vingam - são uma espécie de aborto espontâneo da minha mente esquecida. Bem, vou deixar de blá blá blá e começar a escrever este post antes que o aborte também.
Dias destes estava conversando com uma conhecida e ela me disse que irá fazer uma reforma no seu "barraco". Porra!! Isso me deixou mesmo fodida! Que mania mais idiota que temos de menosprezar o que é nosso: o nosso cabelo nunca está como queremos, nosso corpo também não e daí passamos aos nossos bens materiais... 
Vivemos a eterna ilusão da ingratidão. Isso mesmo: somos uma cambada de filhos da puta ingratos! Sua casa pode ser de madeira, mas é a melhor casa do mundo, porque é sua. Cuide dela e agradeça por ter um teto. Aproveite e faça uma lista das coisas que você tem; trabalho, amigos, família e, não esqueça de começar agradecendo pela sua saúde, porque este é o bem mais precioso que temos.
Mude sua postura diante do que é seu. Aprenda a valorizar-se e a gostar mais do que conquistou, problemas e dificuldades todos temos, a forma como os encaramos é o que faz com que se tornem grandes ou pequenos. As suas conquistas - imensas ou não, são suas e, isso ninguém tira de você. Agradeça o que conseguiu, o que tem, o que Deus te concedeu.
O sentimento de gratidão atrai mais motivos para que seja grato. Você já reparou que quanto mais você reclama mais o universo manda mais motivos para que reclame mais e mais?!
Existem pessoas que vivem reclamando da saúde e atraem mais e mais enfermidades. Reclamam da violência e vivem sendo vítimas de assaltos, por exemplo. Atraímos exatamente o que focamos. Então mude seu foco. Comece o dia agradecendo a Deus o que você tem e o que pretende conquistar , ao invés de reclamar do que não tem. Tente fazer isso durante um mês e verá as mudanças que ocorrerão - a começar dentro de você. 
Grata por você estar lendo este post.

Bom dia.

domingo, 15 de janeiro de 2017

A VIDA É UM SOPRO

A vida nada mais é que um sopro divino e, quando nos damos conta já se passaram dez, quinze, vinte anos... passamos de criança a velhos em um piscar de olhos, pois a vida passa muito rápido e instantes não duram a eternidade. Ontem era 2010... hoje já estamos em 2017.
Eu gosto muito de fotografia e, é através das fotos que vejo o quão depressa a vida passa por nós, ou talvez, nós passamos pela vida. Me perco vendo fotografias e viajo nas mudanças que ocorrem comigo e com os demais. Aliás são as mudanças que nos sustentam, porque somos seres dinâmicos, camaleônicos. Mudam as circunstâncias, mudam os sentimentos... mudamos nós.
Meus filhos nasceram ontem e hoje já são homens feitos. A grande dádiva da maternidade talvez seja a possibilidade de ver os filhos crescerem... ver a posteridade através deles. Saber que soubemos dar conta de uma tarefa tão árdua, tão difícil e, ao mesmo tempo, tão bela e satisfatória.
E, como descrever o que sinto olhando hoje para a minha mãe?! Gentem, parece que foi ontem quando ela segurava nas minhas mãos para atravessar a rua. Se ontem ela cuidava de mim, hoje sou eu quem a amparo vida afora. Parece que foi ontem que eu brincando de boneca, dizia a ela que tinha medo de crescer, de ser adulta. Engraçado como eu sempre tive medo de crescer, de me tornar adulta, para mim, ser adulto era lago terrível. Agora que sou adulta, já não tenho medo de quase nada, entretanto confesso que é confuso ver minha mãe envelhecer. Me sinto vivenciando o Curioso caso de Benjamin Button e é totalmente estranho para mim, pois não me sinto preparada para isso, entretanto, quase nunca estamos preparados para nada; não existe manual de instrução. Viver é surpreendente e, justamente por isso, é tão mágico e tão absurdo ao mesmo tempo. 
Justamente por a vida passar tão rápido não devemos perder tempo com sentimentos ruins, apegos desnecessários... devemos acreditar na felicidade, vivê-la e saber que estamos aqui só de passagem, somos partículas, átomos, parte de uma engrenagem infinitamente maior chamada universo. Viver é um sopro divino, é mágico... é realmente fantástico!




sábado, 12 de novembro de 2016

Despreocupe-se

Olá Pessoas!! Não sei quem foi o infeliz que criou o ditado "Mente vazia, oficina do diabo", mas com certeza este indivíduo não tinha a menor noção do que estava dizendo. Devia ser uma pessoa que tinha uma mente muito inquieta e, consequentemente, perturbada.
Mente vazia é sinal de paz de espírito, de tranquilidade. Uma mente vazia está em estado de contemplação, está em estado de puro contentamento, pois se libertou das preocupações. Veja o exemplo de um bebê. Quando nascemos nossa mente é um papel em branco que será preenchido com o passar do tempo, por isso as crianças são tão felizes: elas não têm preocupações. Elas vivem o agora.
A nossa mente é muito inquieta e está todo o tempo pensando no passado ou no futuro nos fazendo sofrer de depressão (quando está presa ao que já passou) ou de ansiedade (quando sente medo do que está por vir). Silenciar a mente é se concentrar no presente, é acalmá-la, tranquilizá-la. Dominá-la. Isso nos livra das angústias que, muitas vezes, ela nos causa e nos fixa no agora, que é a maior dádiva que Deus nos deu e, justamente por isso se chama Presente.
Quando aquietamos nossa mente podemos escutar a melodia por trás de uma canção, podemos ver a beleza e a magnitude que há nas pequenas coisas da vida e, sobretudo, nos tornamos mais concentrados e criativos. Nos tornamos mais vivos e, consequentemente, mais felizes, porque a felicidade é real - esta é a nossa essência, o sofrimento, a tristeza e as desilusões são criadas a partir das nossas preocupações. 
Pare para pensar: estamos sempre preocupados com o que vamos ter ou com o que jamais iremos conseguir que não usufruímos o que temos e, quando o fazemos, não o fazemos plenamente , pois estamos preocupados na preservação.
Hoje uma amiga me disse que está deixando de aproveitar a vida, pois apesar de ter batalhado e conseguido, a muito custo, uma situação financeira muito boa, está deixando de fazer coisas que gostaria muito por medos infundados, causados por traumas do passado dos quais ela não conseguiu se livrar, pois sua mente está lá, presa nos acontecimentos ruins pelos quais ela passou, aliás não conseguiu passar; Já fez tratamento com psicólogos, mas invariavelmente o problema volta, porque é tratada a consequência, não a causa. O medo continua lá e vez ou outra, ele volta. Coincidentemente, sábado passado, recebi a visita de uma outra amiga de 23 anos linda de viver, a quem amo de paixão, que sofre por ansiedade - está terminando a faculdade e, morre de medo do que a espera. Ela está sofrendo tanto que perdeu vários quilos e chora do nada. Inclusive, chorou várias vezes durante nossa conversa.
Precisamos urgentemente nos voltar para o agora. E isso só é possível quando pararmos de ouvir os diabinhos interiores. Silenciá-los. Mandá-los calar a boca e enfiar a maldita língua no... deixa pra lá!
Me responda com sinceridade: Quanto tempo faz que você não escuta o canto de um pássaro? Quanto tempo faz que não para  para admirar a beleza de uma praça ou de jardim pelo qual você passa todos os dias? Quanto tempo faz que você sentiu, de verdade, o sabor e a textura dos alimentos? Precisamos parar de viver mecanicamente. Precisamos sentir o hoje e vivê-lo intensamente. Sentindo a vida ao invés de deixá-la passar por nós. 
Uma vez alguém disse que isso não é um treino, a estreia começou há muito tempo. Entretanto estamos sempre esperando, como se a nossa estreia fosse sempre adiada. O espetáculo, meu amigo, começou no exato momento em que você saiu do ventre da sua mãe e, desde aquele momento, não houve um único minuto de intervalo - sinto em lhe dizer. Nos preocupamos tanto com o tempo que esquecemos de senti-lo; muitos de nós envelhecem e não se dão conta disso.
Se eu pudesse lhe dar um conselho neste exato momento eu diria: "Sinta o mundo a sua volta e busque viver o agora, porque o hoje é o que temos. Domine por um minuto a sua mente e se despreocupe. Você verá que a vida é muito mais leve do que você pensa". 
Viva o agora!




sábado, 5 de novembro de 2016

POBRES, FILAS E AFNS

Olá Pessoas!!! Gentem tenho que confessar uma coisa a  vocês: pouca coisa me tira do sério como pobre. Isso mesmo, pobre. Detesto gente pobre! Sabe aquele pobre, miserável. E não me refiro a bens ou números de zeros na conta bancária. Me refiro à pior pobreza que o ser humano possa ter: a pobreza de espírito - esta é a pior das misérias humanas, pois é intrínseca na alma do indivíduo. É como diz um provérbio da língua espanhola " Aunque un mono se cubra de sieda, mono se queda". Ou seja: mesmo que um macaco se vista de seda, continuará sendo macaco.
Houve um momento da minha vida que trabalhava em São Paulo ( parece que todo baiano já viveu em Sampa ) e a minha situação era tão precária que eu levava couve e chuchu no lugar da mistura, porque não havia carne para pôr na marmita. Eu dizia aos colegas que era vegetariana. Pena é o pior sentimento que se pode sentir por alguém. E eu nunca quis que ninguém tivesse pena de mim, nem quero. Deus me livre. Mas tem gente que adora chorar as pitangas.
Você pergunta, por pura educação, como está o infeliz e ouve uma ladainha sem fim de problemas intermináveis. Dá vontade de voar no pescoço da ave de mau agouro... Dá vontade de mandar o infeliz tomar onde a pata tomas, mas por educação, mando chorar nos pés do caboclo. Não dou mesmo ousadia, porque sei o quanto pobre adora reclamar.
Agora se tem uma coisa que o pobre gosta mais do que reclamar é de filas. O desgraçado não pode ver quatro pessoas de pé em algo lugar que já vai logo perguntando para que é aquela fila. Quer ver coisa é quando tem inauguração de loja popular ou liquidação de final de ano... neguinho leva cadeira, garrafa térmica, bolacha poca zóio e cadeira e vai dormir na fila que é para ser o primeiro a comprar aquele monte de quinquilharia. Quando eu trabalhava no SAC, o meu setor abria às sete e quando íamos distribuir as senhas, tinha gente que dizia com todo o orgulho que tinha chegado às 4 da madrugada. E, acredite se quiser, não havia necessidade de chegar tão cedo, mas vai dizer isso pro cretino e você é capaz de levar uma surra; vai tirar o orgulho do cão sarnento dizer que foi o primeiro da fila. Isso é o maior troféu pro pobre!
Enfrentar fila é o programa preferido de pobre, porque assim, assim, além de ficar hooooras de pé, ainda terá um motivo para reclamar da própria fila.  
E, por favor, se você se identificou com este post e quer reclamar da Titia, pega a senha e vai para o final da fila.

CONVIVENDO COM O MELASMA

Olá Pessoas!Antes da minha segunda gravidez eu tinha a pele de pêssego, mas depois que tive o Alê tive que aprender a conviver com o melasma e, acreditem, não é nada fácil. Muito pelo contrário, é uma luta constante contra as tais manchinhas indesejáveis que estragam ( e muito ) a nossa beleza. E, aqui pra nós, as descuidadas que nos perdoem, mas beleza é fundamental.
Tenho muitas amigas que têm o mesmo problema e, basta olhar a nossa volta para ver as manchas terríveis em muitas mulheres e em homens também. Melasma não faz distinção. E muitas vezes, procurarmos maneiras de escondê-las.
Para disfarçá-las, durante um bom tempo, usei maquiagem, mas com o tempo, vi que só piorava com o passar do tempo. Usei muitos cremes comprados em farmácia, remédios caseiros e chorei litros de lágrimas quando via que meu esforço não adiantava de nada.
Então, depois de quase duas décadas convivendo com a desgraça, digo, com o problema, aprendi a controlar as manchas sem a necessidade de usar ácidos todo o tempo, mas até chegar até aqui penei horroooooooores. Não vou contar toda a minha saga, porque daria para preencher as páginas de um livro e, não de um post. 
Antes de mais nada a dica de ouro é: não comprar cremes para manchas por conta e risco, porque estes podem piorar o que você pensa que já está péssimo. Não acredite em tudo que publicam na internet; pesquise fundo, estude, não seja preguiçosa. E, o mais importante, procure um bom dermatologista. Se você não tem um plano de saúde, existem em quase todas as cidades brasileiras clínicas populares, aonde temos excelentes profissionais a preços super, mega, hiper ultra baixos - que cabem em qualquer bolso. O meu dermatologista me indicou um creme à base de hidroquinona, sabonete glicerinado e um protetor com ácido kójico para o dia (tudo feito em farmácia de manipulação). Depois de muito tempo de tratamento, faz meses que não uso a hidroquinona, apenas o sabonete de glicerina e o protetor com ácido kójico ( este eu uso todo o tempo, até dentro de casa e à noite ). Para manter a pele sem as famosas manchas, uso o gel da babosa ( da folha mesmo, natural )  e a máscara de farinha de uva; passo a babosa no rosto limpo antes de dormir no lugar do creme hidratante e a uso a máscara da farinha de uva uma vez por semana. Tem a receita desta máscara super prática aqui no blog. Claro que tomo muito cuidado com o sol  - não saio de casa sem óculos escuros e guarda chuva, digo, guarda sol. Imaginem vocês ter que fugir do sol vivendo na Bahia... Todo castigo pra Titia é pouco kkkkkkkkkkk.
A verdade é que a minha pele vai muito bem obrigada e a auto estima da Titia toca as nuvens a cada vez que ela se olha no espelho. E isso, sinceramente meus queridos, não tem preço!

quarta-feira, 2 de novembro de 2016

Chore de Saudade, Não de Remorso

Boa noite Pessoas!!! Hoje é o Dia de Finados e, infelizmente é uma data em que vemos que o remorso é muito mais forte que a gratidão.
Conheço filhos que foram verdadeiros monstros com os seus pais em vida e, hoje vão ao cemitério rezar, levar flores e chorar. Acredito que seja mais pela dor da culpa que por qualquer outro sentimento.
Conheço outros tantos filhos que vão tentar a vida longe da casa dos pais e passam anos, décadas sem visitar os velhos, entretanto pegam um voo às pressas para velar e chorar por um corpo inerte que já não pode mais sentir ou abraçar.
Ame muito e diga às pessoas o quanto as quer, principalmente aos seus pais e avós, porque você não sabe quanto tempo de vida lhes resta. Perdoe, peça perdão... liberte-se das culpas e dos pesos enquanto tem a pessoa por perto, porque depois que ela se for, ficará quase impossível perdoar a si próprio, porque, infelizmente, o perdão mais difícil  é aquele que precisamos dar a nós mesmos.
Honre, homenageie e mande flores e cartões em vida para que amanhã, quando chorar por seus mortos, seja um choro de  saudade e de gratidão pelos momentos em que Deus permitiu que eles estivessem a seu lado neste plano espiritual e, não de remorso. Porque, meu amigo,  a dor do remorso - acredite, é muito maior.

segunda-feira, 31 de outubro de 2016

Sargento Anderson Teles

Muito boa noite pessoas! Vocês já notaram como notícia ruim é espalhada, comentada, escrafuchada até não querer mais?! Claro, elas dão ibope; infelizmente o ser humano adora este tipo de notícias, parece que há uma espécie de satisfação sórdida, talvez por saber que em outros cantos há pessoas que sofrem igual ( ou até mais que eu ), criando a sensação que não sofro sozinho. As notícias sangrentas estampam os telejornais e os jornais impressos. Sangue vende, talvez por este motivo as notícias do bem são tão pouco divulgadas na mídia. 
Um fato que me chamou a atenção foi a atitude de um policial militar do Rio de Janeiro, nós que estamos acostumados a ver notícias de policiais torturando, extorquindo e até matando, deixamos passar despercebido o ato de grandeza do Sargento Anderson Teles: Imagine você sendo espancado por uma dezena ( ou mais ) de corintianos. Agora imagine que você tem uma arma de fogo e o aval do estado para usá-la, você é um policial. O cara tem que ter um equilíbrio emocional imenso para não meter bala pra todo lado. Foi isso o que aconteceu com o este cidadão brasileiro, servidor público, em um jogo do campeonato Brasileiro há duas semanas atrás. Uma pena a mídia dar tanta ênfase à pancadaria e à prisão dos envolvidos e esquecer de exaltar a nobreza do Sargento Teles. Gestos como estes fazem com que a população, principalmente a de baixa renda que é quem mais assiste a estes programas de violência e - diga-se de passagem, quem mais sofre com os desmandos dos policiais maus, voltasse a ter confiança na PM carioca. E o governo deveria condecorá-lo. Parabéns Sargento! 
Como diria o poeta carioca: Se todos fossem iguais a você. Que maravilha viver! 


sábado, 22 de outubro de 2016

Demoniocratas

Olá Pessoas!!! Eu estava escrevendo um texto tão doce, mas tão doce que minha diabetes subiu 5000%. Sim Pessoas, além de diabólica, a Titia também é diabética. Mas isso não vem ao caso agora. Decidi deletar o pote de açúcar, digo o post e vou falar de algo que veio à cachola agora a pouco quando fuçava aqui o meu velho pc: este povo que tem canal no You Tube, sei que tem uma expressão própria para isso, mas não lembro. 
O meu pequeno vive assistindo estes canais e, como usamos o mesmo computador, invariavelmente fica salvo no histórico e, como sou uma mãe presente ( para não dizer bisbilhoteira ) faço questão de saber o que o meu pirralho anda vendo. E foi assim que cheguei a este post.
Gentem!!! Pelooamooooorrr! Eu sou das antigas, jurássica mesmo e não me acostumo com estas modernidades, principalmente com estas celebridades que eu chamo "FAMOSO QUEM!?"  Pessoas que são capazes de vender a mãe pro capeta para obter 15 minutos de fama e, a internet , digo o You Tube, é um canal aberto para isto. Claro que tem muita gente bacana com um papo legal, conselhos fantásticos; eu, inclusive, aprendo muita coisa nestes canais; desde fazer um turbante, máscaras para pele, cabelo até aulas completas de Yoga - existem canais realmente incríveis para tudo o que se pensar, desde humor até esotéricos. tem coisa boa para todos os gostos. E, graças a Deus, muita gente talentosa pra cacete!!! Entretanto, há também o outro lado: gente que fala qualquer coisa só para provocar uma "pseudo" polêmica e  ter seus cinco minutos de fama e o pior é que falam com uma segurança que parecem doutores honoris causa em porra nenhuma. Julgam, condenam os outros, falam horrores disso ou daquilo, se acham semi-deuses  e (pasmem) ainda têm não sei quantos mil inscritos. Eu acredito que muitas das coisas que eles apregoam, nem eles mesmo acreditam, mas o fazem para chamar a atenção. Enfim, chegamos a um ponto em que eu denomino, demoniocracia, falamos o que pensamos e esquecemos o principal, o respeito ao próximo.
Boa tarde Pessoas.

domingo, 9 de outubro de 2016

ALOE VERA E SEUS MAIS VARIADOS USOS

Queimei feio o meu braço com uma assadeira recém saída do forno. A coisa foi mesmo feia e eu estava penando com pomadas para queimaduras quando o meu namorado me disse para passar aloe vera, nossa amiga babosa! Segui a dica,  suspendi o uso da pomada que não surtia efeito e passei somente a gosma da plantinha, três vezes ao dia - sempre após o banho! Incrível como a cicatrização foi rápida! Juro que uso a babosa pra muita coisa, mas para queimadura eu não sabia que servia...
Serviu para para corroborar o que eu já sabia a respeito da planta e para reforçar seu uso, pois se a babosa regenera tão rápido uma queimadura, imagine os benefícios que faz para a nossa pele e para os cabelos.
Aqui mesmo no blog tem uma receita de máscara muito boa para crescer cabelos e, também uso a gosminha toda noite no rosto. É excelente  para manchas e espinhas. - passo antes de dormir no lugar do creme. 
Também uso no shampoo e para turbinar a máscara para cachos. Neste caso, corto a folha na horizontal, retiro o gel, bato no liquidificador, adiciono à quantidade de creme que vou usar e, se o cabelo for ressecado, como é o meu caso, acrescento óleos de coco, amêndoa ou pequi junto com azeite de oliva ( você pode colocar o óleo que vai bem com as suas madeixas ). Os fios ficam maravilhosos e, ainda por cima, acelera o crescimento. 
O melhor de tudo isso  é que esta plantinha milagrosa é super fácil de ter em casa, não necessita de cuidados especiais ( aqui em casa tenho quatro vasos ) e tem um crescimento fora de série. O que eu aconselho é retirar a folha a ser usada com 24 horas de antecedência antes de usá-la e conservar em geladeira e ir usando a folha aos poucos, porque como é enorme, dá para usar várias vezes, no caso do uso no rosto. 
Fica a dica!


domingo, 11 de setembro de 2016

Um dia, qualquer dia desses, eu vou cortar esta bendita língua e colocar no vinagre. 
Tenho uma amiga que tem o dom de se envolver com homens possessivos - a bichinha atrai este tipo de gente. Já sofreu muitos anos num relacionamento assim, mas não aprendeu. Vira e mexe e... adivinha.
Hoje ela veio me contar do seu novo pretendente e, como era de se esperar, o fulano é possessivo feito um demônio. Me perguntou o que eu pensava a respeito, daí eu disse a ela que estava na hora de olhar para dentro de si, fazer uma análise sincera dos seus paradigmas e ver se o problema não está  arraigado no seu subconsciente que atrai inconscientemente a faz buscar este tipo de relação. Falei sobre a PNL, pedi que estudasse o assunto e procurasse ajuda profissional, caso não conseguisse sozinha. Sabe o que ela fez? Me bloqueou no zap. Tomar no cu! Mas bem no meio do oco do cu. Tem mais é que se foder. A porra pede ajuda, você dá sua opinião e te bloqueia. Foda-se!
Sabe? Infelizmente as pessoas sabem do seu problema, te pedem conselho e, na realidade, quer tão somente que você lhes dê razão nas suas escolhas erradas. Olha, perco amigos, mas não vou, jamais contra os meus princípios. Água e conselho se dá a quem se pede. Se você me pede um conselho, esteja preparado para ouvir a verdade, mesmo que depois me bloqueie no zap. Quer saber? Vai deitar na BR, minha filha. Vai cortar os pulsos com gillette, mas não quite a minha paz, porque estou amando a minha fase cheia de mimimi "Titia Paz e Amor"!

quinta-feira, 16 de junho de 2016

Receita Para Curar Arrogância

"O ser humano, no fim das contas, não passa de um saco de ossos, cabelos e dentes, ou de um copo de cinzas, se for cremado". 
Ouvi isso de um grande amigo e todas as vezes que a arrogância bate à minha porta recito para mim mesma.


Depois dos 40

Gentem! Bom dia. O bichinho da inspiração parece que mordeu a Titia e estou com um monte de ideias na cachola, inclusive de criar um outro blog direcionado para mulheres depois dos 40, isso porque em uma sociedade machista como a nossa, a mulher é vista como objeto e, todos sabemos que um objeto depois de um certo tempo de uso, é jogado de lado. Já não serve para mais nada. Se você pensa que não é bem assim, caro cara pálida, com certeza, não é mulher acima dos 40, brasileira e divorciada. Divorcie e sinta na pele o que Titia está falando. 
E não venha me dizer que isso é reclamação de encalhada, porque a senhora sua mãe não tem nada a ver com nossa conversa. 
Eu tenho lido depoimentos, conversado com amigas e vejo que o problema é generalizado. Em um destes depoimentos, uma mulher chega a dizer que não vê mais sentido na vida, já que criou os filhos, o casamento é uma bosta (sim, esta mulher é casada) e o emprego não é lá estas coisas. Por causa de depoimentos assim, é que estou pensando e, vou criar o outro blog com muitas histórias de quem está nesta faixa etária (todas as identidades serão preservadas, inclusive a minha). Agora, infelizmente, não vou dar o link procês, porque lá os assuntos serão muitooooo picantes, porque a Titia também irá falar ( e muitoooooo ) sobre sexo e sexualidade.  A verdade é que estou parindo ideias e uma delas dará frutos - espero que doces.
Daí vem um cara pálida e pensa: porra já que não vai dar o link, porque então escreveu aqui?! Porque o blog é meu e escrevo o que quero.Kkkkk. Brincadeirinha gentem!!! É porque esperiência existe para ser compartilhada e, se você, talvez, esta mensagem chegue a alguém com  mais de 40, como eu, tentando recomeçar a vida e, saber que não está sozinho (a) faz muita diferença. O importante é se valorizar e se permitir à felicidade, como tento fazer dia após dia. E nunca devemos esquecer que não existe idade para realizar sonhos, atingir metas e alcanças os mais diferentes objetivos. O que existe são pessoas engessadas por mentes carregadas de paradigmas e, paradigmas existem para serem quebrados.
Beijooooooooooo


quarta-feira, 15 de junho de 2016

Auto Hemoterapia Mais Uma Vez

Pessoas já faz quase quatro anos que sou adepta da auto hemoterapia, já falei disso muitas vezes aqui no blogue, mas volta e meia volto a falar para que saibam que continuo fazendo e, enquanto vida tiver, continuarei fazendo as aplicações. 
Só quem usa a técnica pode saber o que o próprio sangue é capaz de fazer pela saúde. Nos estados Unidos existe uma técnica chamada Vampire Facelift que é mais ou menos a mesma coisa, só que usada para fins estéticos, mas asseguro a vocês que os benefícios vão muito além...
Infelizmente o que é fácil, simples e, sobretudo, barato as pessoas não confiam e muitas foram as vezes que fui ( e ainda sou ) chamada de louca. E, se buscar o melhor para si for loucura, eu sou a mais louca das criaturas, porque as dores terríveis que sentia na coluna, faz quatro anos que não sinto, aliás desde que comecei a tomar as aplicações, não sei o que é acordar com dores pelo corpo.
Gentem cada dia fico mais chocada com a ditadura da magreza imposta a nós mulheres. Basta olhar a televisão e as revistas para ver que as modelos estão cada dia mais magras ( isso para não dizer esqueléticas ). 
Tenho muitas amigas que malham duas, três horas por dia e outras que fazem dietas e mais dietas buscando atingir uma meta que simplesmente não existe. Eu chamo isso de desequilíbrio.
O ser humano nunca esteve tão alienados que nunca vimos tantos blogues fitness, tantas musas fitness e tanta gente depressiva. Cuidamos do corpo e esquecemos da alma. 
Houve um tempo em que eu me considerava fora dos padrões, aliás fora do padrão sempre foi a minha marca registrada, afinal nunca fui contra os meus valores para agradar aos demais. Hoje, vendo a pessoa que sou, agradeço a Deus por ter me feito assim. 
Tenho meu jeans stop ( já falei dele aqui no blog) e é ele quem me diz quando estou acima do peso, não a colega de trabalho invejosa que teima em me chamar de gorda. 
Temos que aceitar o efeito do tempo em nosso corpo; eu passei por duas gestações, nunca terei o corpo de uma ninfeta que nunca pariu. A barriguinha, a celulite, a gordurinha localizada e algumas estrias vêm inclusas no pacote.
Malhar para mim é um meio de vida e não de morte. Vou na academia e malho uma hora e o dia que não estou a fim,  simplesmente não vou. Como hoje, por exemplo. E o mundo não vai se acabar por isso.
Quanto a comer... Bem, comer são os dois melhores verbos que existem!

Homofobia

Olá Pessoas. Fico tanto tempo sem escrever e, quando escrevo, mais uma vez, o tema não é outro, senão o preconceito.
Hoje saiu nos jornais que o Príncipe William é a capa de uma revista inglesa destinada ao público homossexual. Atittude é o nome da revista e atitude é o que tem este membro da família real britânica - muito bem resolvido por sinal, também tendo a mãe que tem , não poderia ser diferente.
Gente bem resolvida não tem a necessidade de se vestir de juiz e sair por aí despejando preconceito na cara dos demais. Gente bem resolvida é feliz e deseja que o mundo inteiro o seja também, porque a felicidade só existe quando é compartilhada e gente bem resolvida sabe disso. 
Gente bem resolvida não tem necessidade de julgar, ferir, maltratar. Todo preconceituoso não passa de uma pessoa mal resolvida, com conflitos internos e, muitas vezes uma sexualidade mal resolvida também, como é o caso do monstro que entrou na boate Pulse e matou 49 pessoas - ele, muito provavelmente não aceitava sua homossexualidade, porque ele mesmo era um frequentador da boate. 
Por isso que sempre digo que é bom revermos nossos conceitos, ou poderemos ser engolidos por eles. 


sábado, 13 de fevereiro de 2016

Olá Pessoas!!! Com o tempo, aprendi que a vida não é perfeita, mas graças a Deus, também aprendi que podemos torná-la mais agradável, mais divertida.
Passei a espalhar gentilezas e sorrisos e tenho colhido bons frutos. Dificilmente alguém que recebe um sorriso, por mais triste ou revoltado que esteja, não devolverá outro. Estou recebendo boas energias, bons fluídos e desejos de bons dias.
Avancei um estágio e agora estou na fase de despir-me; estou despindo-me de tudo o que é pesado, de tudo o que não me faz bem ou que não acrescenta nada a minha vida. Estou tornando meu fardo mais leve. 
Comecei a me desapegar do passado e a enterrar as lembranças e traumas que não me faziam bem, por fim, estou enterrando os meus mortos, ficando em paz com minha própria consciência. Estou saindo do luto e da agonia dos problemas mal resolvidos e das dores que eu mesma me permiti e, erroneamente culpava a outros; estou assumindo meus erros e, agindo assim, estou aprendendo a perdoar a mim mesma e, este é o mais difícil dos perdões.
Aos poucos, estou me desfazendo de tudo o que me sobra: limpei minhas gavetas de tudo o que não uso e - não importa se esteja novo, se não uso, doei a quem sei que fará bom proveito. E, também abri o armário dos meus relacionamentos e, aos poucos,  estou me desfazendo das pessoas que não acrescentam nada a minha vida. E, por outro lado, estou me achegando às pessoas que realmente gostam de mim. Estou buscando passar mais tempo com quem me ama; passei a visitar pessoas que já há muito tempo não via e estou buscando a quem realmente vale a pena. Estou dengando o meu coração e a minha alma.
Estou me permitindo ser feliz, estou tentando fazer certo o que já fiz muito errado, estou curando minhas feridas e,   me permitindo, por fim, ser feliz plenamente.

domingo, 15 de novembro de 2015

Postagem Incompleta: Os Refugiados Sírios e o Perigo Batendo à Porta

Muitos de vocês devem estar se perguntando o motivo de uma postagem incompleta e vou explicar: eu comecei a escrever sobre a crise dos refugiados da Síria e não terminei e tampouco publiquei a postagem, porque não me achei no direito de falar sobre o que não conheço. O que vemos aqui na internet e, muito corriqueiramente, são burros e incultos se sentindo doutor honoris causa em tudo.  O Google nos faz PHD em diversas áreas e eu não quero cometer um erro que condeno veementemente. 
Quem acompanha o blog vê que escrevo sob o ponto de vista das minhas experiências pessoais e da minha realidade e, como não entendo nada da Europa, nem de refugiados e menos ainda de política e religião resolvi para o post pela metade.
Acontece que a coisa chegou a um ponto que temos que nos envolver, porque o que eu ia falar naquele post dizia respeito a todos nós. sei que muitos vão querer minha cabeça numa bandeja, mas vou me vestir de coragem para escrever e publicar agora o que deveria tê-lo feito naquele dia. Deixo claro que é uma opinião puramente pessoal e, ojalá eu esteja enganada. 
Eu ia escrever sobre como é triste a situação dos refugiados, mas que o mundo inteiro corre perigo, porque o EI poderia muito bem infiltrar seus membros e entrar em diversos países do mundo, inclusive no Brasil e implantar o terror mundo afora numa nova cruzada do mal. E, nós brasileiros, assim como os norte americanos e europeus estamos no alvo, porque ano que vem tem Olimpíadas no Rio de Janeiro e o Brasil está recebendo muitos sírios. Um dos monstros do ataque a Paris entrou na Europa pela Grécia com um passaporte sírio no dia 03 de outubro - ele entrou como refugiado. Quantos vieram com ele e estão preparando outro ataque? Quantas células o EI implantarão mundo afora recrutando jovens no nosso próprio quintal? Tremo só em pensar nisso.
Pronto, escrevi! Só espero que não me mandem queimar no mármore do inferno, porque eu não vou meeeesmo.
Um xero, uma semana de paz e que Deus nos abençoe e nos livre do mal.

Ontem eu estava com minha velha mãe conversando e assistindo a televisão e estava passando uma reportagem sobre os refugiados e minha velha ficou indignada com a situação daquelas pessoas, principalmente das criança. O pior disso é que tudo isso é ocasionado,  por um conflito religioso. E esta mesma situação ocorre na África. 
Eu me recuso a acreditar na involução do ser humano. Não sei onde vamos parar. Eu não entendo muito de religião e, sinceramente, não é um tema que goste muito de comentar ou de discutir, mas dentro da minha total ignorância não acredito que 
 Ps: comecei a escrever este post em 27 de outubro

Torres da Lapa & Ivete Sangalo - Agora Chora

terça-feira, 27 de outubro de 2015

Tempo

Bom dia Pessoas! Saudades. Faz tempo que não escrevo nada e, não pensem que é por falta de assunto, porque assunto é o que não falta, entretanto o grande vilão é mesmo o tempo ou  a falta dele. Alguns estudiosos dizem que o eixo do nosso planeta saiu do lugar (não sei se é este o termo correto), a verdade é que os dias estão passando rápido demais e nosso tempo não dá para fazermos quase que absolutamente nada. 
Eu costumo dizer que o tempo é o nosso bem mais precioso, por isso meus queridos, devemos dedicá-lo a coisas boas que nos façam bem, tentando evoluir como seres humanos, gastando com as pessoas que amamos e fazendo realmente coisas úteis, porque no final só o que realmente vale a pena são os valores que adquirimos e é o que, de fato, levamos na bagagem e deixamos de recordação para os que ficam, porque ninguém pense que é dono de nada, como disse em um post anterior:  " não passamos de um saco de ossos cabelos e dentes".
Não gosto de prometer o que não sei se posso cumprir, mas  tentarei encontrar um tempinho para, sempre que possível, voltar a escrever neste diário que se tornou um blog.
Um xero do tamanho da Bahia para todos vocês.

quarta-feira, 5 de agosto de 2015

Muito Prazer, Criolo

Sei que muitos estão se perguntando o porquê de eu postar vários vídeos do Criolo e apenas um da Ivete e vou me justificar:
A Ivete é "ídala" (este adjetivo é dela e só dela), musa, diva, deusa, amada e adorada Brasil e mundo afora.  Na minha opinião é a cantora mais completa do país. Quem não conhece a Veveta? Esta mulher levou o nome do Brasil e da minha tão amada Bahia mundo afora. Orgulho da porra de ser baiana. 
Já o Criolo quase ninguém conhece. Muitos brasileiros não sabem nada deste rapper paulistano da periferia, filho de nordestinos e dono de um talento fora de série. O que quase ninguém sabe é que ele já tem 26 anos de carreira (isso mesmoooooo) e é, inclusive o fundador da Rinha dos MC's. Criolo é foda!!! E, como boa crioula, eu não poderia deixar de ser fã do cara!!
Para quem não o conhece, faço questão de apresentá-lo e  para quem conhece. Curta!!!

Imagem: GOOGLE

Ela Partiu - Criolo

Música Popular Brasileira

Eu já falei do Projeto Nivea Tim Maia com Criolo e Ivete. Quem perdeu o show ao vivo poderá curtir no You Tube, pois a Nivea já disponibilizou no seu canal. Eu amei a iniciativa da Nivea. Amo o velho Tim e Ivete  e Criolo fizeram jus à obra dele. Infelizmente temos muita música ruim na mídia. Muita coisa igual, muitos "famoso quem", é a cultura de massa, o vil metal. E o que me entristece é que é esta música que toca nas rádios e faz sucesso fora do país. 
Fico feliz quando ouço música brasileira boa, de verdade. E olha que o Brasil tem muita gente talentosa. Agora mesmo o Zeca Baleiro lançou um cd maravilhoso interpretando o grande Zé Ramalho. É Zeca cantando Zé. Chama-se Chão de Giz e qualquer dia posto aqui no blog. 

Me Dê Motivo - Criolo

Um Dia De Domingo - Ivete Sangalo e Criolo